WhatsApp
10 fatos curiosos sobre a Marvel Comics

10 fatos curiosos sobre a Marvel Comics

10 fatos curiosos sobre a Marvel Comics
por Maurício Muniz
Stan Lee decidiu adicionar o hífen ao nome Spider-Man (Homem-Aranha), para evitar que os leitores o confundissem com o Superman ao ler a palavra. Isso não impediu que, em Amazing Spider-Man 3, de juho de 1963, o Doutor Octopus se confundisse e chamasse seu inimigo de “Superman”.
Desde 1981, a Marvel e a DC compartilham os direitos sobre a expressão “Super hero” (Super-Herói) nos Estados Unidos. As duas empresas se uniram para o registro da marca quando a empresa de brinquedos Mego tentou registrá-la. As duas editoras processaram a Mego e ganharam o direito exclusivo de usar o termo.
A Marvel também manteve os direitos sobre a palavra “Zombie” (“Zumbi”), como marca registrada, entre 1975 e 1996, mas perderam os direitos quando, ao tentarem renová-la, alguém notou que era uma palavra comum na língua inglesa e não poderia ser registrada.
A Marvel começou a publicar a adaptação do filme Guerra nas Estrelas em março de 1977: dois meses antes do lançamento do filme. A empresa estava em má situação econômica à época e o sucesso do filme e as enormes vendas geradas pela adaptação do filme e, depois, pela série regular lançada pela editora, ajudaram a empresa a sair da crise.
O fundador da Marvel Comics, Martin Goodman, deveria estar no dirigível Hindenburg quanto este explodiu e matou todos a bordo em maio de 1937, mas mudou seus planos de viagem no último minuto. Se ele tivesse morrido no acidente, não teria fundado, dois anos depois, a editora que se tornou a Marvel.
Goodman, aliás, tentou dissuadir Stan Lee e Steve Ditko de lançarem um herói chamado Spider-Man na revista Amazing Fantasy 15, em 1962. Segundo ele, a revista e o personagem não teriam boa aceitação uma vez que “crianças odeiam aranhas”...
Na década de 1990, quando a Marvel passou por uma grande crise e entrou em concordata, o cantor Michael Jackson tentou comprar a editora. Segundo boatos, sua intenção era estrelar um filme do Homem-Aranha, no papel do herói.
Noturno, um dos personagens mais marcantes dos X-Men, quase surgiu nas páginas da DC Comics. Seu visual e nome foram criados pelo desenhista Dave Cockrum para uma revista chamada The Outsiders, um desdobramento do título Legião dos Super-Heróis. Mas o projeto acabou cancelado na DC e, quando Cockrum foi contratado para desenhar a revista dos mutantes da Marvel, em 1975, levou o personagem para a revista.
No desenho animado do Quarteto Fantástico lançado em 1978, o Tocha Humana não fazia parte da equipe, sendo substituído por um robô chamado H.E.R.B.I.E. Durante muito tempo, acreditou-se que o motivo da ausência do personagem era o medo dos produtores que as crianças tentassem imitar o herói flamejante e colocassem fogo em seus próprios corpos. Mas a razão real para o Tocha não aparecer é que a Marvel havia licenciado o personagem para a Universal Pictures e esta vetou a aparição do herói em um desenho que não fosse produzido pelo estúdio.
Outro produto licenciado pela Universal foi o Incrível Hulk,que teve uma bem-sucedida série de TV que durou cinco temporadas. A série foi a responsável pelo surgimento indireto da personagem da Mulher-Hulk. Quando a Marvel descobriu que os roteiristas da série pretendiam apresentar uma personagem feminina que se transformava em uma gigante verde, Stan Lee bolou a Mulher-Hulk e a editora colocou a revista em produção às pressas, para que pudessem registrar o nome e a aparência da personagem.

55038 produtos encontrados
Filtros
Departamento
Categoria
Subcategoria
Marca
Faixa de Preço
Filtros
Departamento
Categoria
Subcategoria
Marca
Faixa de Preço