WhatsApp
 Jim Lee

Jim Lee

Um dos artistas mais influentes do mercado norte-americano na década de 1990, Jim Lee nasceu na Coreia do Sul, em 11 de agosto de 1964. Sua família mudou-se para os Estados Unidos e, lá, o garoto desenvolveu o interesse pelo desenho. Suas HQs favoritas eram de personagens deslocados, como Superman e X-Men, já que se identificava com eles. Não imaginava que, anos mais tarde, desenharia suas revistas. Na adolescência, Lee considerou vagamente a possibilidade de tornar-se um profissional do mercado de quadrinhos, mas resolveu seguir carreira como médico, por desejo dos pais. Como preparação, Lee cursou a faculdade de psicologia e, em 1986, após formar-se, inscreveu-se em um curso de artes, para aprimorar seus desenhos, que ainda considerava amadores.

Antes de entrar para a escola de medicina, resolveu esperar durante o período de um ano, no qual tentaria entrar para o mercado de quadrinhos. Após contatar algumas editoras e ser rejeitado, passou a visitar convenções de quadrinhos para apresentar seu trabalho aos editores. Em uma delas atraiu a atenção do lendário editor Archie Goodwin, à época na Marvel, que o contratou para o título Tropa Alfa. Lee se destacou na revista, o que fez com que fosse transferido para a revista do Justiceiro, na qual sua arte dinâmica e de traços modernos – suas influências eram o mangá e artistas como Frank Miller – caiu muito bem. Após desenhar duas edições de The Uncanny X-Men e receber elogios dos leitores da revista, Jim Lee foi convidado pelo editor dos títulos mutantes, Bob Harras, a trabalhar na revista, o maior sucesso de vendas da Marvel à época.

O casamento entre Lee e a revista deu certo e logo as vendas de The Uncanny X-Men aumentaram ainda mais. Frente ao sucesso, a Marvel criou uma revista nova, X-Men, que traria arte e roteiros de Lee. A primeira edição bateu recordes, com venda de mais de oito milhões de cópias. Mas Lee, interessado em ter mais controle criativo sobre suas criações, deixou a revista e a Marvel após poucas edições e, junto a outros astros dos quadrinhos da época (como Todd McFarlane e Rob Liefeld), fundou a Image Comics, uma união de artistas independentes, em 1992. O selo de Lee na empresa se chamava Wildstorm e, nele, o artista lançou o título WildC.A.T.s, sobre um grupo de heróis de origens extraterrestre. A Image era criticada por suas revistas que traziam belas artes, mas tinham roteiros ruins, e Lee foi o primeiro a perceber a importância de bons escritores e passou a contratar alguns dos melhores roteiristas do mercado, o que deu origem a revistas como The Authority e o selo America’s Best Comics, de Alan Moore.

Em 1996, Lee voltou a trabalhar para a Marvel durante um ano, nos títulos Quarteto Fantástico (que escrevia e desenhava) e Homem de Ferro (que co-roteirizava), dentro da saga Heróis Renascem. Pouco depois, lançou a série Poder Divino: As Aventuras de Max Faraday, sobre um progamador de computadores que acessa uma fonte de poderes inimagináveis, ligados à criação do universo. Mas os constantes atrasos de Lee para completar as edições levaram a série a um fim prematuro.

Em 1998, desejoso de dedicar-se mais à sua arte que à adminstração de uma empresa, vendeu a Wildstorm para a DC Comics e passou a trabalhar em títulos da editora, como Batman, onde desenhou a série Silêncio, de 2003, e em Superman, na história Pelo Amanhã, de 2004, que tiveram doze edições cada uma e foram enormes sucessos de venda. Depois, em 2005, Lee se juntou a Frank Miller para produzir a série Grandes Astros: Batman & Robin, que não teve um final devido aos atrasos de Lee para entregar as artes das edições e, finalmente, foi cancelada pela DC. Ao longo dos anos seguintes, Lee trabalhou em poucos e variados projetos da DC, como o relançamento de WildCats em parceria com Grant Morrison, mas o título também durou poucos números. Em 2011, com a reformulação do Universo DC, Lee assumiu a arte da revista Liga da Justiça, escrita por Geoff Johns. Após um ano na revista, o desenhista saiu para criar, ao lado do roteirista Scott Snyder, a revista Superman: Unchained. (Maurício Muniz)

212 produtos encontrados
Filtros
Departamento
Categoria
Subcategoria
Marca
Faixa de Preço
Filtros
Departamento
Categoria
Subcategoria
Marca
Faixa de Preço