Foto

Crise na Infinitas Terras

"Mundos vivem, mundos morrem. E nada mais será como antes". Esta é a premissa de Crise nas Infinitas Terras.

Crise nas Infinitas Terras foi um mega-evento publicado pela DC Comics entre abril de 1985 e março de 1986, tendo 12 partes e numerosos tie-ins publicados pelas revistas mensais, mostrando os efeitos e afetando a série principal. O objetivo principal da série foi simplificar seu universo, após 50 anos de publicações. Crise foi escrita por Marv Wolfman e desenhada por George Pérez em conjunto com Mike DeCarlo, Dick Giordano e Jerry Ordway. A série eliminou o Multiverso no Universo DC e apresentou a morte de inúmeros personagens, inclusive super-heróis do primeiro escalão como Supergirl e o Flash Barry Allen. Este se tornou o evento mais importante da DC Comics, tanto que seu universo ficou separado em pré-Crise e pós-Crise.

Crise foi inspirada em crossovers menores como "Crise na Terra-2" e "Crise na Terra-3", mas dessa vez a história atingiu todos os personagens. E Crise inspirou outros crossovers como: Zero Hora (1994), Crise Infinita (2005-2006) e Crise Final (2008). Antes de Crise nas Infinitas Terras o Universo DC tinha sérios problemas de continuidade. Nenhum personagem da editora tinha uma história plenamente confiável em termos de cronologia.

Inicialmente este evento seria usado apenas para comemorar o 50º aniversário da DC, mas Marv Wolfman e Len Wein viram o evento como uma oportunidade para limpar a continuidade da DC. A base para Crise foi lançada em 1984, com a introdução do Monitor (retratado inicialmente como um vilão em potencial). "Concurso dos Campeões" (1983) e "Guerras Secretas" (1984) iniciaram os crossovers, mas Crise popularizou o formato.

A história apresenta o Monitor e o Antimonitor, seres criados um na lua de Oa (planeta que fica no centro do universo positivo) e o outro na lua de Qward (planeta que fica no centro do universo de antimatéria). O objetivo do Antimonitor é destruir todos os universos de matéria positiva, aumentando seu poder, até que reste apenas o seu, sob seus domínios.

A série mostra os esforços concentrados de todos os personagens da editora na tentativa de impedir a destruição total. Mesmo quando o Monitor é assassinado e a esperança parece ter acabado, um novo plano foi posto em ação, ganhando tempo para que os seres dos universos positivos consigam combater o vilão.

As batalhas durante a série acontecem no universo de antimatéria, nos universos positivos e até no início do universo, quando da deflagração do Big Bang. Em meio a tudo isso, Supergirl morre tentando salvar seu primo e o Flash (Barry Allen) morre destruindo um supercanhão que seria usado para acabar com os universos de matéria.

No início dos tempos os heróis e o Espectro impedem a destruição dos universos positivos, dando um novo início como sempre deveria ter acontecido. Um universo de matéria positiva e um de matéria negativa. Desta vez o Antimonitor em seu ataque leva a Terra para o universo de antimatéria. Milhares de pessoas, incluindo heróis e vilões são mortos pelos demônios das sombras. Os heróis se lembram da batalha no início dos tempos, mas os vilões não se lembram de nada.

A muito custo os heróis conseguem derrotar o Antimonitor. Quando a onda de destruição está prestes a alcançar a Terra, ela é levada novamente para o seu lugar no universo de matéria. Superboy primordial, Superman e Lois Lane da Terra-2 e Alexander Luthor da Terra-3 vão para um universo compacto, isolado dos outros dois. Este seria o fim da história para o Superman e Lois Lane da Terra-2, os considerados originais, criados em 1938. Pelo menos até a Crise Infinita.

Wally West enfim mantém o legado do Flash, enquanto Superman, Mulher-Maravilha e Batman tiveram suas cronologias reiniciadas. Crise termina com o Pirata Psíquico preso no Asilo Arkham, falando consigo mesmo:

"Eu sou o único que sobrou, que lembra as Infinitas Terras. Você vê, eu sei a verdade. Lembro de tudo o que aconteceu, não vou esquecer. Mundos viveram, mundos morreram. Nada jamais será o mesmo. Mas aqueles eram grandes dias para mim ... eu tinha um bom amigo nos bons e velhos tempos. Ele era o Anti-Monitor. Ele ia me dar um mundo para governar. Agora ele se foi também. Você vê, eu gostaria de lembrar o passado, porque aqueles eram tempos melhores do que agora. Quer dizer, eu prefiro viver no passado do que hoje, não é? Quer dizer, nada mais é sempre certo. Nada é previsível como costumava ser. Nos dias de hoje ... v-você nunca sabe quem vai morrer ... e que vai viver”.

Um final alternativo foi sugerido por Chris Claremont. Nele, o Superman da Terra-1 morreria no combate final ao Antimonitor  e o Superman da Terra-2, sem seu universo e esposa tomaria seu lugar.

Por conta de sua importância e das mudanças ocorridas o Universo DC ficou conhecido como pré-Crise e pós-Crise, até o advento de Crise Infinita nos anos de 2005 e 2006. Durante o período pós-Crise até Ponto de Ignição, alguns efeitos de Crise nas Infinitas Terras forma mostrados ou usados no universo DC.

Crise fez muito sucesso no Brasil, sendo publicada diversas vezes. Primeiramente a editora Abril publicou nas revistas mensais entre março e julho de 1987 (Novos Titãs # 12, Superamigos # 23, Super-Homem # 34, Superamigos # 24, Super Powers # 5, Super-Homem # 35, Superamigos # 25, Novos Titãs # 15, Super-Homem # 36, Superamigos # 26, Super-Homem # 37). Em Superamigos # 27, # 28 e Novos Titãs # 23 e # 24 foram publicadas histórias paralelas de Crise. Entre maio e julho de 1989 e maio e julho de 1996 a mesma editora publicou encadernados (3 edições em cada período) com toda a série e algumas matérias especiais. As edições # 6 a # 8 de “Monstro do Pântano” (junho a agosto de 1990) mostrou a participação do Monstro do Pântano, Constantine e outros heróis místicos no conflito. Em novembro e dezembro de 2003 a Panini publicou a versão mais recente, com as cores refeitas por computador, formato americano em duas partes e capas de Alex Ross. Por fim, a Panini mostrou a morte de Barry Allen durante a coleção DC 75 anos em sua edição # 3 (janeiro de 2011).

Fontes:

http://www.guiadosquadrinhos.com
http://en.wikipedia.org/wiki/Crisis_on_Infinite_Earths

Design

Produtos encontrados: 28 Resultado da Pesquisa por: arco-crise-nas-infinitas-terras em 8 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Produtos encontrados: 28 Resultado da Pesquisa por: arco-crise-nas-infinitas-terras em 8 ms

Itens por página:

Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

Buscar no site
Ambiente 100% Seguro!

Itens|

Bem-vindo

Você achava que nunca iria completar sua coleção de gibis? Então bem-vindo à Rika Comic Shop! Somos o maior sebo de gibis do Brasil com mais de 100 mil títulos no catálogo! Temos edições de todas as épocas e para todas as idades. Perdeu um número nas bancas? Ache ele aqui! Quer relembrar os tempos de criança? Pesquise os gibis favoritos da sua infância no site da Rika. Quer conhecer gibis de outros lugares? Temos gibis de vários países diferentes! Rika Comic Shop - O paraíso do colecionador de quadrinhos!

Segurança na compra
Avaliação de Lojas e-bit
Loja Confiável
Formas de Pagamento

Copyright © 1996 - 2016 www.rika.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
É vedada a reprodução, total ou parcial do site, sem a expressa autorização da administradora do site.

O ERP ideal para seu negócio onlinePowered by VtexDesign By Quatro Digital - Implantação VTEX

Preços e condições de pagamento exclusivos para compras realizadas através do site. Os estoques são limitados e os valores não se aplicam à nossa rede de lojas físicas podendo sofrer alterações sem aviso prévio.
Em caso de divergência, o preço válido é o do carrinho.

R. Kozesinski ME - Rika Comic Shop - CNPJ: 85.480.085/0001-05 - IE: 117.048.313.115 - SAC: (11) 3284-4908 - contato@rika.com.br